Carnaval e os cuidados com a saúde dos olhos

Mais alguns dias e o carnaval está aí. O aquecimento dos blocos pré-carnavalescos começa cada vez mais cedo. E, para acompanhar essa maratona, os foliões não devem se esquecer dos cuidados com a saúde. Afinal, ninguém quer perder momentos preciosos do feriadão mais animado do ano no atendimento de emergência. Mais do que boa alimentação e hidratação para aguentar o pique, no meio da multidão, é importante cuidar dos olhos. A Dra. Liberdade Salerno, nossa especialista, destaca algumas dicas importantes para a ocasião.

 

Na multidão

A preocupação deve ser com duas possibilidades: conjuntivites e traumas. Nas estações mais quentes do ano, o risco de conjuntivite viral é maior – e é potencializado com a concentração de muitas pessoas no mesmo local, como em bloquinhos de carnaval, trios elétricos e festas. Nessas ocasiões, para impedir possíveis contágios, não compartilhe acessórios como óculos e máscaras.

Além disso, cuidado com o trauma direto. Evite o empurra-empurra e cuidado com os confetes e serpentinas. Podem parecer inofensivos, mas, em contato com os olhos, podem arranhar e ferir a córnea. “Nesses casos, lave os olhos com água filtrada ou soro fisiológico. Se o desconforto persistir, não hesite em procurar um oftalmologista”, afirma a especialista.

 

Maquiagens

Carnaval pede uma maquiagem divertida e colorida. Um dos alertas é verificar se os produtos estão dentro do prazo de validade e são de procedência conhecida. Escolhida a maquiagem, lembre-se que ela é de uso individual. “Com o compartilhamento de produtos e objetos que entram em contato com os olhos, como pinceis e máscaras de cílios, se alguém estiver com alguma infeção ocular, por vírus ou bactéria, todo o grupo que usar a maquiagem poderá se contaminar”, explica a Dra. Liberdade.

As sombras com muito brilho e glitter são as preferidas nessa época do ano, mas inspiram cuidados. “Em contato com os olhos, podem causar alguma irritação, alergia ou machucar os olhos. O mesmo pode ocorrer com as chamadas pinturas artísticas, que se estendem por todo o rosto. Devemos lembrar que, sob o sol e com o suor, as substâncias da tinta podem escorrer. Especialmente em crianças, recomendo não pintar a região dos olhos, pois é mais sensível nos pequenos foliões”, diz.

Nossa especialista também orienta sobre o uso de cílios postiços. “As alergias e problemas normalmente são causados pela cola. Preste máxima atenção para não utilizar a conhecida supercola, o que pode levar, inclusive, à perda dos cílios”.

 

Óculos escuros

Em vários blocos de rua a folia acontece durante horários com alta incidência de raios ultravioleta. Por isso, além do protetor no rosto e no corpo, é fundamental utilizar óculos escuros e bonés ou chapéus para resguardar os olhos dos raios solares, capazes de causar queimaduras iguais às observadas na pele. “Mesmo nos dias nublados, os raios UVA e UVB podem causar problemas à visão”, reforça a Dra. Liberdade.

Em época de carnaval, os óculos de sol também ganham outra função: proteger os olhos de espumas e sprays, que possuem substâncias químicas com potencial para causar vermelhidão e até dor intensa.

“Em contato com esses produtos, lave os olhos imediatamente e não esfregue a região. Se isso não aliviar os sintomas, procure um atendimento médico o mais rápido possível”, explica.

 

Higiene

Por último, não deixe o cansaço lhe abater! É comum esquecer de tirar as lentes de contato antes de dormir ou deixar de lado os cuidados básicos com a higiene nessa época do ano. “É muito importante que o ritual diário de limpeza das lentes de contato seja mantido, colocando-as em local e solução adequados. Lave as mãos antes de manuseá-las e evite o contato com a água do mar e da piscina”, comenta. Para quem já sabe que vai perder pontos nesse quesito, a dica é optar por lentes descartáveis.

Da mesma forma, antes de dormir, nossa especialista reforça que a limpeza com produtos específicos para remover maquiagem é necessária para retirar qualquer resquício de produto e evitar irritações.