Coroidite Serpiginosa é tema da reunião dos médicos do setor de Retina e Uveítes

No último dia 16 de janeiro, a reunião dos médicos Dr. Mário Junqueira Nóbrega, Dr. Evandro Luís Rosa, Dr. Fernando José De Novelli e Dr. Fábio Bom Aggio, do setor de Retina e Uveítes do Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem teve como tema abordado, a coroidite serpiginosa. É a inflamação crônica da coroide e epitélio pigmentado da retina, de causa autoimune (agressão de células inflamatórias contra os próprios tecidos do olho). É uma doença rara, mas mais comum em homens da 3ª à 5ª década de vida. Costuma iniciar-se próxima ao nervo óptico e progredir, de forma lenta e serpiginosa, em direção à mácula (parte central da retina) e a outras partes do fundo do olho.

Pode levar à perda visual irreversível. O tratamento é feito com medicamentos orais que vão inibir a resposta imunológica (imunossupressores) e assim evitar a progressão da doença. Desta maneira, o diagnóstico precoce, através do exame oftalmológico completo com dilatação pupilar, e o tratamento adequado são fundamentais para a preservação da visão.

Conheça os nossos médicos em http://www.sadalla.com.br/medicos-oftalmologistas-joinville-sc/